Dados pessoais são aqueles relacionados a uma pessoa identificada ou identificável.

Mas, e como saber o que é ser identificada e identificável? Bom, identificada é quando a pessoa pode ser reconhecida através de simples dados isolados, exemplo: RG, CPF, título de eleitor, nome, etc. Já identificável é quando é necessário o conhecimento de várias informações para que se chegue à identidade de uma pessoa, exemplo: jogador de futebol, revelado pelo Santos Futebol Clube e considerado o maior jogador de futebol do século XX. Claro que vocês sabem que estou falando do Pelé, né?

Dados sensíveis são aqueles dados que podem trazer consequências discriminatórias à pessoa e, por ingressarem na esfera da intimidade, demandam maiores cuidados, exemplo: raça, etnia, filiação a partido político, orientação religiosa, sexual, dados de saúde, genéticos e biométricos. A detentora desses dados deve identificar cada um e separá-lo, dando a eles um tratamento diferenciado.

E você, já está se adequando à lei de proteção de dados?